Bifrenaria harrisoniae




Flower colors The sepals and petals of the Bifrenaria harrisoniae type are white and become yellowish with the age. The lip can be white, cream or purplish with red veins. However the color of the segments can vary lot such is showed in this plant on the picture. The sepals are dark purplish pink and the petals are pink whitish. The lip is richly red dark veined.
Number of flower for spike From one to three fragrant flowers arising from a short spike.
Flower size 7cm. across.
Preferred conditions Although it tolerates, in nature, a wide range of conditions, in cultivation, it needs intermediate conditions and indirect light. It does best in a humid environment. Water well when it is growing but be careful with the water retained in the sprouts in order to avoid them to rot. When growing in suitable conditions, it is a very easy plant to be cultivated. Keep the pot suspended. This species can be found as epiphyte or growing on rocks such occurs in Pão de Açúcar hill (Sugar Loaf hill), receiving direct sunbeam, as showed in Orchid News # 16.
Season of bloom From September to October (Springtime in South hemisphere).
Origin Brazil (states of Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina).
Comments This plant on the picture grows at 1.100m altitude, Atlantic Forest in a still preserved area of the state of Rio de Janeiro.

Colorido das flores As pétalas e sépalas de Bifrenaria harrisoniae tipo são brancas e tornam-se amareladas com o tempo. O labelo pode ser branco, creme ou púrpura e apresenta veios vermelhos. No entanto, a cor dos segmentos pode variar muito como bem mostra estas flores da fotografia. As sépalas são na cor rosa-púrpura escuro e as pétalas são rosa-esbranquiçadas. O labelo é ricamente ornamentado com veios vermelho-escuros.
Número de flores por haste De 1 a 3 flores surgem de uma haste curta.
Tamanho da flor 7cm. de diâmetro.
Condições requeridas Embora na natureza seja encontrada sob diferentes condições, em cultivo, precisa de clima temperado e luz indireta. Vegeta muito bem em ambiente de umidade. Regue bem no período de crescimento mas tenha muito cuidado com água retida nos brotos pois isto provoca o apodrecimento dos mesmos. Quando cultivado em condições favoráveis, é uma planta considerada muito fácil.
Manter o vaso, de preferência, pendurado. Na natureza, ocorre como epífita e como rupícola como acontece no morro de Pão de Açúcar onde vegeta diretamente sobre as rochas e recebendo os raios solares sem nenhuma proteção, como mostrado em Orchid News nº 16.
Época da floração De setembro a outubro.
Origem Brasil (Estados da Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina).
Comentários A planta desta fotografia cresce a 1.100m de altitude, em área da Mata Atlântica, ainda preservada, no estado do Rio de Janeiro.