Isabelia virginalis





Flower colors The petals and sepals are white. The lip is white and amethyst blotched at the column.
Number of flower for spike Just one emerging from the apex of the pseudobulb for spike but many at the same time.
Flower size Less than 1cm across.
Preferred conditions Not easy to be cultivated, it requires intermediate to cool conditions and high humidity and moderate shade. Due to its rambling habit, it grows well on plaques.
Season of bloom Later fall, winter and springtime.
Origin Brazil (Cool mountains of Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro and São Paulo).
Comments With the transference of Sophronitella violacea, by Van den Berg & M. W. Chase, this genus has, nowadays, three species endemic to Brazil.
The pseudobulb is surrounded by a fibrous network.

Colorido das flores As pétalas e sépalas são brancas. O labeloé branco e maculado de ametista junto à coluna.
Número de flores por haste Apenas uma por haste emergindo do ápice do pseudobulbo e mais de uma ao mesmo tempo.
Tamanho da flor Menos de 1cm de diâmetro.
Condições requeridas Planta considerada de difícil cultivo. Deve ser cultivada em clima frio com bastante umidade ambiental e sombra. Devido ao seu hábito vegetativo, vegeta muito bem em placas.
Época da floração

Final de outono, inverno e primavera.

Origem Brasil (Regiões montanhosas frias dos estados de Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo).
Comentários Com a transferência de Sophronitella violacea, proposta por Van den Berg & M. W. Chase, este gênero passou a ter três espécies, todas endêmicas para o Brasil.
O pseudobulbo é rodeado por uma fibra com a aparência de uma fina rede de estopa.