Leptotes bicolor




Flower colors Sepals and petals are white or greenish white. The distribution of the color on the lip varies, sometimes it is white with a purple spot at the base, sometimes it is completely purple. There is an alba variety.
Number of flower for spike From one to three.
Flower size It varies from 2.5 to 5cm across.
Preferred conditions Considered as an easy plant to be cultivated, keep it under moderate to bright luminosity in a humid environment. It can be cultivated with the Cattleya. It does not like to be potted. Never allow the support dries out completely for long time however reduce the watering at fall and winter. Although it comes from cooler mountains, it can also be cultivated under little warmer conditions.
Season of bloom Later springtime or winter.
Origin Brazil (States of Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina and São Paulo).
Comments Nowadays, five species are considered as valid and occurring in Brazil: Leptotes bicolor, unicolor, tenuis, pauloensis and serrulata.

Colorido das flores Sépalas e pétalas são brancas ou branco-esverdeadas. A distribução da color do labelo varia muito: às vezes, ele é branco com uma mácula púrpura junto à sua base, outras, ele é totalmente púrpura. Existe também uma variedade alba.
Número de flores por haste De uma a três.
Tamanho da flor Varia de 2.5 a 5cm diâmetro.
Condições requeridas Considerada com uma planta fácil de ser cultivada, mantenha-a em local de luminosidade média ou mais intensa com bastante umidade ambiental. Pode ser cultivado junto à Cattleya. Parece não gostar de vasos. Nunca deixe o suporte ficar seco por muito tempo mas durante o outono e o inverno reduza a rega. Embora seja originário de regiões montanhosas mais frias, pode ser cultivado em locais um pouco mais quentes.
Época da floração

Final da primavera ou inverno.

Origem Brasil (Estados da Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo).
Comentários Atualmente considera-se que ocorram cinco espécies diferentes no Brasil: Leptotes bicolor, unicolor, tenuis, pauloensis e serrulata.