Doritaenopsis Talitha Klehm






Flower colors The flowers has dark pink uniform color.
Number of flower for spike A large number in an up-rigth inflorescence.
Flower size Not measured
Preferred conditions Those hybrids are considered as easy indoors and outdoors orchids to be cultivated provides the place is sufficient warmth (the night temperature can not drop above 17oC during the winter). They seem to love new substrate however due to the thick roots which can be easily damaged, it is not very easy to change the substrate. It needs good ventilation, half shade (more luminosity than that indicated to Phalaenopsis and Doritaenopsis, in general and a humid environment. Never let the substrate dries out completely but make sure that there is no standing water, especially in the leaf axils in order to avoid rot. The rot of the crown is the main disease that can reach those plants. To obtain plenty of flowers, it can be fed with fairly weak levels of a balanced fertilizer and monthly a blooming stimulating fertilizer (a higher-phosphorus) all year-round. During the period just before the blooming season, the two formulas can be applied alternately. Flowering is induced by lower temperatures during the autumn.
Season of bloom Fall but it can bloom anytime of the year.
Origin This is a hybrid formed mainly by Doritis pulcherrima - 75% (growing since India until China and Borneo) and small percentage of Phalaenopis sanderiana, aphrodite, amabilis, schilleriana and rimestadiana.
Comments Doritis is closely related to the genus Phalaenopsis from which, it differs by the terrestrial habit, erect inflorescence and tolerate more luminosity. Doritis pulcherrima blooms in summer.

Colorido das flores Rosa bem forte e uniforme.
Número de flores por haste Um grande número de flores em inflorescência vertical.
Tamanho da flor Não medida.
Condições requeridas Estes híbridos são considerados como sendo planta de fácil cultivo dentro ou fora de casa, desde que o ambiente seja suficiente cálido (a temperatura noturna no inverno não deve cair abaixo de 17oC). Parecem gostar especialmente de substrato novo, mas devido à espessura de suas raízes que podem se danificar com facilidade, mudar seu substrato não é tarefa tão simples como parece. Precisa de boa ventilação, meia sombra (mais luminosidade do que a requerida para cultivar Phalaenopsis e Doritaenopsis, em geral e umidade ambiental. Nunca deixe o substrato secar completamente mas certifique-se de que não há água estagnada nas axilas das folhas para prevenir o apodrecimento. O apodrecimento da coroa (parte central) é um dos piores ataques que estam plantas podem sofrer. Para se obter uma floração abundante, recomenda-se a aplicação semanal de uma fórmula balanceada de adubo (metade da dosagem indicada pelo fabricante), durante 3 semanas seguidas, na quarta, aplicar uma fórmula fosfatada. Na fase que antecede a floração pode-se aplicar as duas fórmulas em semanas alternadas.
Época da floração

Outono mas pode florescer em outras épocas do ano.

Origem Híbrido formado principalmente por Doritis pulcherrima - 75% (cresce desde a Índia até China e Bornéus) e pequena percentagem de Phalaenopis sanderiana, aphrodite, amabilis, schilleriana e rimestadiana.
Comentários Doritis é considerado como sendo bem próximo do gênero Phalaenopsis do qual difere, principalmente por ser terrestre, possuir uma inflorescência ereta e tolerar luminosidade mais intensa. Doritis pulcherrima floresce no verão.