Phalaenopsis Astral 'Joachim'






Flower colors The flowers of this hybrid can have different intensity of reddish hue on the segments. The clone 'Joachim' is strongly purple spotted at the center of the cream segments forming a contrast with the tips. The lip is uniformly purple.
Number of flower for spike A few flowers.
Flower size Not measured.
Preferred conditions Those hybrids are considered as easy indoors and outdoors orchids to be cultivated provides the place is sufficient warmth (the night temperature can not drop above 17oC during the winter). They seem to love new substrate however due to the thick roots which can be easily damaged, it is not very easy to change the substrate. It needs good ventilation, half shade or shade and a humid environment. Never let the substrate dries out completely but make sure that there is no standing water, especially in the leaf axils in order to avoid rot. The rot of the crown is the main disease that can reach those plants. To obtain plenty of flowers, it can be fed with fairly weak levels of a balanced fertilizer and monthly a blooming stimulating fertilizer (a higher-phosphorus) all year-round. During the period just before the blooming season, the two formulas can be applied alternately. Flowering is induced by lower temperatures during the autumn.
Season of bloom Summer.
Origin This is a complex hybrid formed mainly by Phal. amabilis (Australia, Indonesia, Philippines and some other countries), Phal. fasciata (Philippines), Phal. lueddemanniana (Philippines), Phal. amboinensis (Amboina Island, Celebes Island, Indonesia and other regions), Phal. aphrodite ( Philippines and Taiwan and some other regions) between some other species.
Comments The flowers of Phalaenopsis amboinensis have a heavy substance which is transmitted to its progenies.

Colorido das flores

As flores deste híbrido têm diferente intensidade de máculas em seus segmentos. O clone 'Joachim' é intensamente maculado de púrpura na parte central fazendo um contraste que os ápices lisos. O labelo é uniformemente púrpura.

Número de flores por haste Não muitas flores.
Tamanho da flor Não foi medida.
Condições requeridas Estes híbridos são considerados como sendo planta de fácil cultivo dentro ou fora de casa, desde que o ambiente seja suficiente cálido (a temperatura noturna no inverno não deve cair abaixo de 17oC). Parecem gostar especialmente de substrato novo, mas devido à espessura de suas raízes que podem se danificar com facilidade, mudar seu substrato não é tarefa tão simples como parece. Precisa de boa ventilação, meia sombra ou sombra e umidade ambiental. Nunca deixe o substrato secar completamente mas certifique-se de que não há água estagnada nas axilas das folhas para prevenir o apodrecimento. O apodrecimento da coroa (parte central) é um dos piores ataques que estam plantas podem sofrer. Para se obter uma floração abundante, recomenda-se a aplicação semanal de uma fórmula balanceada de adubo (metade da dosagem indicada pelo fabricante), durante 3 semanas seguidas, na quarta, aplicar uma fórmula fosfatada. Na fase que antecede a floração pode-se aplicar as duas fórmulas em semanas alternadas.
Época da floração

Varia de acordo com a espécie e híbridos. Acredita-se que Phalaenopsis tenha aproximadamente 60 espécies e um grande número de híbridos (entre as espécies ou com outros gêneros) o que permite floração o ano inteiro.

Origem

Híbrido complexo formado principalmente por Phal. amabilis (Austrália, Indonésia, Filipinas and some other countries), Phal. fasciata (Filipinas), Phal. lueddemanniana (Filipinas), Phal. amboinensis (Ilhas Amboina e Ilhas Celebes, Indoneésia e outras regions), Phal. aphrodite ( Filipinas e Taiwan) entre outras espécies.

Comentários

As flores do Phalaenopsis amboinensis possuem uma boa substância que é transmitida à sua progênie.