Rolf Altenburg , nasceu em Blumenau, no estado de Santa Catarina, em
13/ 07/1909 e faleceu em l991.
Sua fascinação pelas orquídeas começou por volta de 1952, através de seu futuro genro e também primo Siegwald Odebrecht que levava freqüentemente orquídeas para sua casa e aquilo que começou como hobby foi crescendo até se transformar no tradicional orquidário Florália, nos idos do ano de l956.
Com a importação de orquídeas do mundo tudo e com a instalação do laboratório no início dos anos 60, a hibridação tornou-se uma prática constante e híbridos famosos foram criados pelo sr. Rolf Altenburg como a Bc.Pastoral, Bc. Turandot, Blc. Captain
  Pessoa, Blc. Enid Moore, Blc. Roberto Cardoso,C.Sonia Altenburg, Lc. José Dias Castro, Lc. João Antonio Nicoli, Lc. Kunta Kinte, entre muitos outros e que foram, por sua vez, utilizados em diversos outros híbridos no Brasil e no mundo todo.
Hoje, Sandra Odebrecht, sua neta, responsável pela Florália, continua este trabalho com seu marido, Stephen L.Champlin.


 

Entrevista imaginária com Rolf Altenburg (baseada no que ele escreveu em seus catálogos, verdadeiro histórico dos cruzamentos que ele fez)

Orchid News: Sr.Rolf, qual é o seu objetivo na formação de novas plantas?

Rolf Altenburg: Reproduzir híbridos especiais de Cattleya, espécies brasileiras e estrangeiras, melhorando sua qualidade e obtendo as melhoras formas. Este tem sido nosso objetivo por 26 anos, desde que começamos em l954.
Em nosso programa de hibridação e mericlonagem, só utilizamos plantas que realmente se destacam, vindas das melhores fontes e principalmente de nossa própria reprodução.


ON: Observando fotos de flores de um mesmo híbrido, percebemos que as flores são diferentes de uma planta para outra. Na Blc. Captain Pessoa, por exemplo, a variação é grande.
Por que? O cruzamento não é o mesmo?

 
 
 
Blc. Captain Pessoa - Ago. 1988
 
Blc. Captain Pessoa - Jan. 1989
 
 
 
Blc. Captain Pessoa
 
Blc. Captain Pessoa - Dez. 1988
 
 
 
Blc. Captain Pessoa - Ago. 1988
 
Blc. Captain Pessoa - Nov. 1988
 
 
 
Blc. Captain Pessoa - Dez. 1988
 
Blc. Captain Pessoa - Dez. 1988

  ROLF: A variação dos parentes modifica sempre o resultado, tanto assim que, muitas cruzas existem registradas mas nunca são iguais mas à outras, embora tenham o mesmo nome.
Pergunta-se: por que isso?
É simples! Os híbridos são portadores de genes, partículas cromossômicas, mais ou menos independentes entre si, e que encerram os caracteres hereditários. Ora, cada planta tem os genes diferentes umas das outras, embora sejam elas irmãs (da mesma cápsula de sementes), logo mesmo que tenham sido registradas ou melhor, batizadas com determinado nome, não quer dizer que todas devam gerar a mesma progênie.

  ON: Podemos também observar a mesma coisa na C. Sonia Altenburg.

ROLF: É uma bem sucedida cruza das melhores semi-albas (utilizando a C. Enid semi-alba) até agora produzidas. Refizemos este híbrido utilizando a nossa linda variedade
C.
Enid 'Butterfly' , positivamente a melhor do gênero, e é praticamente a repetição primeira.
A única diferença está no fato da utilização da variedade ser 'Butterfly'
Foto/Photo: Sergio Araujo C. Sonia Altenburg


  ON: O que o senhor pode nos dizer sobre um dos seus híbridos mais famosos, a Lc. José Dias de Castro (C. labiata escura x Lc Sam W. Soysa)?
ROLF: Podíamos dispensar qualquer comentário sobre a excelência desta nossa obra prima. Obra prima, sim, com justo orgulho, porque esta nossa criação se situa entre os maiores sucessos em hibridações dos últimos tempos. Desconhecemos outro híbrido cujo resultado tenha sido superior em percentagem de flores de tão elevada categoria. Podemos, sem receio, assegurar que de 10 "seedlings", 4 produzem flores do mais alto gabarito, 3, excelentíssimas, 2, muito boas e 1, boa.
  Todas as flores são de colorido lilás médio, maioria lilás muito escuro e magenta. Todas de armação perfeita - As plantas são de bom crescimento e muito floríferas.
Nós temos a Lc. José Dias de Castro 'Autumn', lilás escuro de boa forma e substância. O labelo é de colorido magenta médio aveludado com manchas amarelo-ocre na base em bonito contraste. Tem a 'Magnífica", que se situa entre as melhores, de excelente forma e substância, as pétalas e sépalas são de colorido magenta avermelhado contrastadas por lindo labelo púrpuro intenso aveludado.


ON: Qual a dica, o senhor poderia nos dar para obter uma floração tão magnífica assim de uma Lc. José Dias de Castro?

ROLF: Para se obter a plenitude de floração deste famoso híbrido, flores maiores de coloridos mais intensos e brilhantes, é necessário que tão logo haja vestígio da iniciação dos botões dentro das espatas, as plantas recebam o máximo de luz, e, quando os botões começam a sair das espatas, deixar de molhá-las até completo desabrochamento.


ON: Por que utilizar esta planta em novo cruzamento?

ROLF:; As extraordinárias Lc. José Dias de Castro sempre nos tentam no sentido de as utilizarmos na obtenção de novos híbridos tendo elas por base pois, admitimos perfeitamente que o seu potencial genético e colorífico podem perfeitamente dar origem a uma progênie das mais desejadas perfeições.

Observação: Ao longo dos anos, só na 1a geração, este híbrido, Lc. José Dias de Castro, já foi utilizado 49 vezes.


 

Bc. Pastoral 'Innocence'
ON: Um outro híbrido que já fez história, a Bc Pastoral, sobretudo a 'Innocence' é de uma beleza extraordinária.

ROLF: Esta variedade situa-se entre as melhores brassocattleyas albas. As flores são grandes e soberbas, de muita substância e magníficas armações. Ambas, alba e rosa claro, possuem lindos labelos rendados muito vistosos)


  ON: O senhor já utilizou a Bc. Pastoral para obter novos híbridos. O que o senhor poderia nos dar um bom exemplo do resultado deste re-cruzamento?
  Foto/Photo: Sergio Araujo
Bc. Turandot 'Guaxupé'
ROLF: A Bc. Turandot é o resultado do cruzamento da Cattleya Bob Betts com a Bc. Pastoral.
Várias plantas já floriram com predominância de belíssimas flores de tonalidade rosa, labelos grandes, rendados, muito perfeitos e bem destacados. As flores são de excelente armação, muita substância e duráveis. Pequena percentagem consiste em albas, de magníficos portes, labelos grandes, rendados e nuanças de amarelo-limão na fauce.

Observação: Só de 1a geração, a Bc Pastoral já foi utilizada 103 vezes na criação de novos híbridos.


 

ON: E a Lc. Alfredo Martinelli?

ROLF: Ela já se firmou no conceito dos orquidófilos exigentes pelas suas perfeições.
A Lc. Alfredo Martinelli 'Wanda' tem flores grandes, espalmadas, pétalas e sépalas lilás intenso, destacando-se o labelo púrpuro de colorido uniforme. As pétalas são largas e cruzam-se levemente. São plantas fortes de bom crescimento.


Lc. Alfredo Martinelli 'Wanda'


  ON: Para chegar a estes resultados, o senhor vai procurar as gerações anteriores para conseguir novos híbridos, não se restringe à geração anterior?
  ROLF: Por exemplo,a Lc. Color Beauty (cruzamento de
C
. Nellie Roberts com
Lc
. Edgard van Belle 'Mesbla' ) tem a influência da
C.
Bow Bells, integrada na C. Nellie Roberts e é o motivo das boas formas das flores deste híbrido.
Lc. Color Beauty
  A sua combinação com a linda amarela Lc. Edgard Van Belle originou a grande variedade dos esplêndidos coloridos salmão, cobre, bronze, laranja, amarelo e suas nuances.


  ON: Continuando nesta linha de colorido, e a Blc. Luz del Fuego (Lc. Belle of Celle x Blc. Sun King)?

ROLF: A Lc. Belle of Celle, de colorido avermelhado, é produto da cruza de C. Nigrella e Lc. Edgard Van Belle, a primeira usada nternacionalmente em inúmeros híbridos escuríssimos, de grande renome, a segunda, uma
Foto/Photo: Sergio Araujo
Blc. Luz del Fuego
extraordinária amarela, também famosa pelo seu potencial genético,
aqui combinada com um dos nossos melhores exemplares de Blc. Sun King, de tonalidade amarelo-cobre, muita substância e maravilhosa armação, labelo vermelho-carmesim, de grande destaque, certamente resultará em progênie portadora dos coloridos mais variados e atrativos com floração variável.


 
ON: Por que cruzar C. Chamberlainiana com Lc. Yellow Glory?
  ROLF: Este híbrido, Lc. Color Dances,é altamente interessante pela sua grande variação de cores das suas flores. Flores de tamanho médio, de formas estreladas, muita substância. Os belos coloridos variam em amarelo, cobre, ocre, laranja, damasco, carmesim avermelhado, cor de fogo, chocolate claro e escuro, parte amarela, outras salplicadas de marrom e semelhantes, com labelos geralmente púrpuro-avermelhados intensos em notáveis contrastes.
Com flores de tamanho média e boa armaçao.

Lc. Color Dances

  ON: Por que o cruzamento de Blc. Sun King x Lc. Golden Delight?
  Foto/Photo: Sergio Araujo
Lc. Doña Sol
ROLF: Este é cruzamento de amarelos formidáveis, recomendamos este híbrido baseado na floração de algumas plantas cujas flores se apresentaram com excelentes coloridos amarelos, laranja, cobre e salmão, com belíssimos labelos, de magnífica armação. Está registrado sob o nome de Lc. Doña Sol


  ON: O senhor parece ter preferência pelas Laeliocattleya mas fez também algumas Sophrolaliocattleya, como, por exemplo, a Slc. Bela Otero...

Slc. Bela Otero

ROLF: É um cruzamento da C. Ralph Chambers com a Slc. Lindores, que resultou em plantas com flores escuras de boa formação com labelo bem colorido onde se nota a predominância da Slc. Lindores


 

Outros importantes híbridos de Rolf Altenburg/Florália

 
 
Lc. Rolf Altenburg
Lc. Kunta Kinte
Blc. Enid Moore
   
Foto/Photo: Sergio Araujo
   
Lc. João Antonio Nicoli
Blc. Roberto Cardoso




 

Bibliografia

- Catálogo Orquídeas - l961/l962
- Catálogo Florália nº 11 - l969/1970
- Catálogo Florália nº 12, - 1970/1971
- Orchids - Catalogue l971/l972
- Orchids by Floralia, Fevereiro l981



 

Créditos:

Toda as fotos de Rolf Altenburg, com exceção de: C. Sonia Altenburg, Bc. Turandot 'Guaxupé' , Blc. Luz del Fuego , Lc. Doña Sol e Lc. João Antonio Nicoli de autoria de Sergio Araujo.
As fotos de Rolf Altenburg (cromos) foram sumetidas a uma limpeza digital, o que poderá ter, eventualmente, modificado um pouco as cores originais.

Nossos agradecimentos à Sandra Odebrecht que nos cedeu os catálogos da Florália e as fotografias do sr. Rolf.

 

Expressamente proibido qualquer tipo de uso, de qualquer material deste site (texto, fotos, imagens, lay-out e outros), sem a expressa autorização de seus autores.
Qualquer solicitação ou informação pelo e-mail
orchidnews@oi.com.br


voltar