(cont.)

Cattleya intermedia 'La Violetera'

Sépalas e pétalas brancas, com o frontal do labelo azul-arroxeado, classificando-a basicamente como uma variedade “Caerulea”. Analisando melhor o seu visual, notamos na nervura central das suas pétalas um tracejado amarelo ouro que a identifica como uma “Peloriada”, difícil de ser classificada.


C. labiata 'Emília'

É flor que apresenta uma irregularidade de floração muito grande, mas no primeiro quadro, está um espetáculo, fazendo justiça à sua tradição. No segundo quadro, vemos as extremidades de seus segmentos tingidas de um lilás mais escuro. Esta anomalia não permite classifica-la como uma tradicional “Flâmea”, em virtude das manchas se apresentarem também, nas extremidades das sépalas. No terceiro quadro, floriu como se fosse uma estriada.

C. warneri 'Boneca'

Levando-se em conta sua imperfeição, a forma é relativamente boa. Pétalas largas e redondas. Não podemos entrar em detalhes de análises, pois o seu maior encanto está na sua anomalia, que a enquadra como uma “Trilabelo”. As pétalas mostram na parte interna, manchas esbranquiçadas. As extremidades das pétalas são um pouco estranguladas exibindo um purpúreo da cor do frontal do labelo, com o que, podemos classifica-la também, como uma aquinada.


floração normal

.
floração anômala

C. warneri 'Flamenga'

Ao analisarmos esta flor, temos que criticar o estrangulamento das pétalas, mas observando-se bem, vemos nas suas extremidades uma mancha lilás escura. O labelo mostra um frontal pequeno, totalmente tomado por um purpúreo escuro, que pode enquadra-la como uma “Tipo”. Na outra floração, vemos uma aberração pois mostra os seus segmentos normais, sem a formação do labelo, só com a coluna exposta. Observemos que as máculas das extremidades das pétalas estão registradas, o que comprova que é uma característica constante.


C. labiata 'Nunca Mais'

É difícil de identificarmos quais os segmentos que se uniram. Ao que tudo indica as sépalas inferiores vieram para o lugar das pétalas. A sépala superior, as pétalas e o labelo se fundiram, deixando a coluna exposta. Acho uma perfeição de defeito. O seu colorido ”Lilás” está uniformemente distribuído, com nuances mais claras sob a coluna, indicando a característica do interior de um tubo que não existe. Esta planta não deu novas florações.


C. intermedia 'Salto'

É uma bela representante das flâmeas. Pétalas redondas sobrepondo-se às sépalas que seguem uma boa formação. O labelo também segue uma boa disposição. O seu colorido é Lilás, mostrando nas extremidades das pétalas, que não são estranguladas, um purpúreo da cor do frontal do labelo.


C. intermedia 'Fogo de Palha'

Sépalas e labelo seguindo uma armação normal. As pétalas bem colocadas, mostram nas extremidades dos bordos uma reentrância. É uma aberração floral sem qualificação específica.

C. intermedia 'Farroupilha'

Esta flor é basicamente uma semi-alba - aquinada pois a base dos seus segmentos é branca, quebrada pelo colorido vermelho-sangue. Como vemos alguns pontos salpicados nas sépalas, podemos identifica-la como uma puntacta. Não polemizemos a sua perfeição.


C. intermedia 'Bandoleira'

Como armação, apresenta um bom conjunto. O seu colorido é lilás mostrando nas nervuras centrais das pétalas um tracejado estriado purpúreo, que a enquadra como uma flâmea. É uma trilabelo pois a anomalia do seu colorido se apresenta nas pétalas.

 


floração normal


floração anômala

Laelia purpurata 'Raimundo Mesquita'

Considero esta flor como uma semi-alba - Flâmea, mas as estrias que formam o seu colorido completam sua classificação como estriada. O seu colorido, que não é comum dentro da espécie, é excelente.
Continuando os comentários sobre esta bela purpurata, quero registrar uma anomalia onde uma das pétalas se uniu com duas sépalas . O labelo manteve sua forma normal. O colorido também foi mantido.

C. labiata 'Ponta Negra'

É uma lilás que apresenta uma perfeição de armação. O seu labelo, que também segue uma boa disposição, mostra um defeito nas estrias do seu frontal, prejudicando o seu visual.



floração normal


floração anômala

Laelia purpurata 'Divina Dama'

Analisando a 1a. moldura, vemos uma flor com bom acabamento.
Na 2a. moldura temos uma floração, onde o frontal do labelo está todo deformado
.


C. labiata 'Barra da Tijuca'

Os seus segmentos “Lilás" reúnem bons predicados. O labelo mostra um frontal com um colorido normal, mas com o bordo atrofiado.

C. intermedia 'Borboleta Azul'

Esta intermedia é produto da fecundação da semi-alba-aquinada e 'Farroupilha'.
Classifico-a como uma caerulea.
Dentro da linhagem das aquinadas, ocupa um lugar de destaque.


 Fotos: João Paulo Fontes

Expressamente proibido qualquer tipo de uso, de qualquer material deste site (texto, fotos, imagens, lay-out e outros), sem a
expressa autorização de seus autores, sob pena de ação judicial. Qualquer solicitação ou informação pelo e-mail orquideas@superig.com.br