Orquídas do sudeste da Ásia em CD-ROM
Entrevista com Andre Schuiteman, também em nome de Ed de Vogel



André Schuiteman é taxonomista e membro da equipe do Herbário Nacional da Holanda e o principal autor da série de CD-ROM sobre Flora Malesiana: Orquídeas da Nova Guiné. Ele visitou a Tanzânia, Malásia, Indonésia e Papua Nova Guinea para estudar a flora de orquídeas.
Ed de Vogel
foi, até sua aposentadoria em 2004, pesquisador senior do Herbário Nacional da Holanda, em Leiden. Ele executou trabalhos de campo através da Indonésia, Malásia, Filipinas e Brunei. Ele fundou e foi editor do jornal Orchid Monographs (descontinuado) e o segundo autor da série de CD-ROM sobre a Flora Malesiana: Orchids of New Guinea.

 

Ed de Vogel




ON: Há quanto tempo vocês estão estudando as orquídeas do sudeste asiático?
AS: Ed de Vogel vem trabalhando internamente e em campo com orquídeas desde, aproximadamente, 1968 quando ele iniciou a revisão do gênero Apostasia. Desde 1980 vem se dedicando quase tempo integral às orquídeas do sudeste asiático. Quanto a mim, sempre fui interessado em qualquer tipo de orquídea desde que tinha 12 anos, por volta de l973. Meu trabalho científico sobre as orquídeas do sudeste asiático começou em 1982 quando eu visitei Papua Nova Guiné, pela primeira vez.

ON: Como é exatamente este trabalho? Quais são as principais diferenças entre ele e os tradicionais?

AS: Existe um projeto internacional chamado “Projeto da Flora Malesiana” que tem como objetivo a descrição de todas as plantas floríferas e samambaias da região Malesiana. É uma parte do sudeste da Ásia. Mais precisamente, a Malésia cobre os territórios dos seguintes países: Malásia, Indonésia, as Filipinas, Papua Nova Guiné, Singapura, Brunei e Timor. Nesta região há provavelmente mais de 5000 espécies de orquídeas. Em função do fato de muitas delas estão seriamente ameaçadas pela destruição do habitat, Ed e eu pensamos de que seria uma grande ajuda para o conservação se houvesse algum tipo do estudo preliminar das orquídeas desta região, com muitas ilustrações. Assim há, aproximadamente dez anos, nós nos decidimos a começar a produzir uma série de CD-ROMs onde todas as orquídeas conhecidas da Malésia seriam descritas e ilustradas. Agora, escrever um estudo tradicional do flora de um grupo tão grande de plantas seriam necessários, certamente, mais de 150 homens/ano. Com o número limitado de especialistas disponíveis tomaria tanto tempo que quando a flora estivesse completa, a maioria da espécie provavelmente estaria extinta. O que nós estamos fazendo é um tratamento mais informal, um sinopse de conhecimento existente, filtrado e complementado por nossas próprias experiência e conhecimento. E nós conseguimos muita ajuda de outros institutos, especialmente de Kew, Edimburgo, Port Moresby, Bogor, Singapura e Copenhagem. Também muitos especialistas, tanto amadores quanto profissionais, dão contribuições extremamente valiosas compartilhando suas imagens e seus conhecimentos conosco.

ON: Quantas espécies este trabalho engloba?
Eventualmente mais de 5000, talvez mesmo 6000.

ON: Quais gêneros?
AS: Existem cerca de 210 gêneros de orquídeas na região Malesiana. Os mais importantes gêneros são Bulbophyllum, Dendrobium, Eria, Dendrochilum, Coelogyne, Liparis, Oberonia, etc. Alguns menores, mas horticulturalmente têm gêneros importantes como Phalaenopsis, Paphiopedilum, Vanda, Aerides e outros.


Dendrobium cuthbertsonii - foto de A. Schuiteman
 

 
Dendrobium violaceo flavens
- foto de J. van Bodegom

 
Dryadorchis dasystele - foto de Ed de Vogel

 
Eria ramuana - foto do Royal Botanic Garden Edinburgh


ON: Quantos CD vocês pretendem fazer? Todos eles já estão disponíveis?
AS: É difícil dizer quantos. Tudo vai depender da futura tecnologia, de quantas informações podem ser armazenadas num CD ou DVD, estas coisas. Já publicamos três CD-ROMs sobre as orquídeas da Nova Guiné e mais três virão a seguir. E um sobre as orquídeas das Filipinas. Tudo depende de conseguir fundos, se poderemos ou não levar adiante o projeto depois de completarmos a série sobre a Nova Guiné (que trata de, aproximadamente, de 2700 species).

ON: Como que ele funciona?
AS: Os CD-ROMs rodam em PC com Windows ou em Macintosh, num programa chamado Linnaeus II, que foi desenvolvido pela ETI de Amsterdã. Ele é bastante interativo e quase todas as informações são intercruzadas: imagens, descrições, termos técnicos, chaves, referências, etc. Cada um de nossos CD-ROMs corresponderia a um livro com, pelo menos, 1000 páginas se fosse impresso na maneira tradicional com quatro imagens por página. Quase ninguém poderia arcar com um livro como este, mas 59 Euros para o CD-ROMs é relativamente barato pelo número de informações (e diria mesmo de entretenimento) que eles têm a oferecer. Se você gosta de orquídeas, você vai gostar dos CD-ROMs.

ON: Eles já podem ser adquiridos?
AS: Para qualquer informação sobre a venda, por favor, envie um e-mail para: publications@nhn.leidenuniv.nl


ON: Muito obrigada, Dr. Andre Schuiteman




Expressamente proibido qualquer tipo de uso, de qualquer material deste site (texto, fotos, imagens, lay-out e outros), sem a expressa autorização de seus autores.